Novena da Nossa Padroeira
25 de outubro de 2017
Jantar Baile
24 de novembro de 2017

Oração em família: 10 dicas para ajudar na hora da espiritualidade

Mulher, criança e homem de mãos dados num campo.

Que tipo de vida espiritual você quer para os seus filhos e como pretende transmiti-la a eles?

A oração em família é um fator para viver com maior plenitude e aumentar o vínculo familiar, além de que nos fortalece na fé. Confira 10 dicas que irão auxiliar você e sua família a manter uma rotina de oração e ensinar os seus filhos que a espiritualidade é importante:


1. Conheça o que você acredita 

Pergunte-se quão convencido você está daquilo em que crê, do que professa e em que grau você o pratica. Pergunte-se que tipo de vida espiritual você quer para os seus filhos e como lhes dará isso. Lembre-se que o exemplo e o que os seus filhos veem são os fatores que mais educam. Você vai à Missa aos domingos? Reza com frequência? Vive constantemente na presença de Deus?


2. Inclua a oração e a espiritualidade na vida dos seus filhos desde cedo.

As crianças muito pequenas não compreendem quem é Deus, mas se você lhes falar dele, começarão a se familiarizar e a conhecê-lo. Conte-lhes a história sagrada em forma de conto. Fale da vida dos santos. Reze com os seus filhos.


3. Aproveite os momentos durante o dia com seus filhos. 

Nas atividades da vida cotidiana ensine-os a viver uma espiritualidade natural e espontânea. Ensine-os a agradecer por tudo o que têm: pais, amigos, avós, cachorro, talentos… Ensine-os a dar aos que têm menos, a compartilhar, a amar.


4. Dê aos eventos sagrados toda a importância que merecem, sejam os sacramentos ou os dias festivos para a Igreja Católica 

Destaque a grandeza que eles merecem, ensine que o mais importante é receber a graça de Deus e que é por isso que preparam um evento bonito, alegre, com todos os amigos e familiares. Mostre que tais momentos precisam de preparação e alegria, porque Jesus é o melhor que há. Você, como pai ou mãe, precisa estar convencido(a) disso para poder transmitir essa alegria, esse amor, essa importância.


5. Apoie-se em instituições, pessoas ou catequistas que possam colaborar com você nesta formação espiritual.

Recorra à sua paróquia, onde certamente haverá algum movimento bem estabelecido que lhe dê todos os elementos para alcançar isso com maior facilidade, conseguindo torná-lo interessante. Existem grupos, pastorais, formações, entre outros, que poderão auxiliar com conteúdo para você e sua família. 


6. Faça que tudo isso seja divertido e atraente para seus filhos. 

Adapte a informação e a formação à idade dos seus filhos. Atualize-se: que seus comentários e exemplos se adaptem ao que eles vivem, escutam e percebem. Que não vejam a espiritualidade como algo do passado, coisa de velhinhos, que não tem relação nenhuma com sua vida. Pelo contrário, que a vejam como a arma maravilhosa que dá sentido às suas vidas. Mostre a eles que dentro da Igreja Católica existem grupos de jovens e que este número é muito grande. 


7. Ensine-os uma forma simples de orar.

Comece ensinando, junto com as orações, que eles também podem conversar com Deus como conversam com um amigo. Que vejam Jesus como seu confidente, seu melhor amigo. Que reconheçam que Jesus pode escutá-los, ajudá-los, levá-los a ser melhores. 


8. Confira um caráter “espiritual” a todas as festividades religiosas.

Procure fazer um contrapeso com tanto materialismo e comercialização apresentados pela sociedade. O Natal é importante porque é o nascimento de Jesus. A Páscoa é importante porque Jesus ressuscita. E assim em cada festividade: preencha-as de conteúdo espiritual, sem tirar os presentes e a diversão. Que seus filhos entendam que é tudo bonito porque é um momento de Deus. 


9. Se seu filho for jovem, desafie-o constantemente

Com os jovens, aproveite suas inquietudes intelectuais, sua capacidade crítica, seu comportamento rebelde, para que estudem, aprofundem, pesquisem e finalmente se convençam da grandeza de Cristo. É preciso desafiá-los para que percebam que Jesus é quem dará sentido às suas vidas.


10. Faça tudo com muito amor, sendo exemplo do amor de Cristo

Ensine-os com muito amor e respeito, demonstrando o porque eles são tão merecedores do grande amor de Deus. Você precisa mostrar para seus filhos que eles precisam conhecê-lo, senti-lo e amá-lo. Como pais católicos, este é o nosso dever e nosso compromisso com Deus.


Além destas dicas, existem outras maneiras que podem auxiliar você a desenvolver uma espiritualidade familiar. Você também pode desenvolver os seus próprios métodos. Deixe nos comentários o que você já fez ou o que faria!


Fonte: Aleteia 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *